sexta-feira, 20 de novembro de 2009

METRÔ NA BRASILÂNDIA


.
Governo do Estado e Prefeitura se comprometem com início da linha do Metrô na Brasilândia e Cachoeirinha até o ano que vem. A batalha agora é que as obras comecem logo, e pelo bairro, em direção ao Centro.

Um movimento que nasceu na Vila Brasilândia, em junho de 1990, na redação do jornal Freguesia News, que tinha sede neste bairro, hoje, está prestes a tornar-se realidade, trata-se da linha 6 da Cia do Metrô, que pelo plano lançado em dezembro de 2008, chegará a este bairro, e também à V.N. Cachoeirinha, num trajeto antes nunca feito, bifurcando-se em “Y”, da Freguesia do Ó para frente, indo um braço à V.N. Cachoeirinha e outro à V. Brasilândia. Essa decisão histórica foi lançada conjuntamente pelo governo do Estado e Prefeitura.

A população local aguarda ansiosa a definição do projeto executivo para saber os locais das estações e deve manter-se mobilizada para que a obra seja iniciada no prazo estabelecido.

Sabe-se apenas que seguirá da Freguesia do Ó passando perto da Unip (Água Branca), PUC (Perdizes) Mackenzie (Consolação) FMU (Liberdade) – por isto está sendo chamada também de Linha Universitária. Aguarda-se para breve o resultado dos estudos preliminares e mais definições.

LINHA 6 IRÁ ATÉ A ESTAÇÃO SÃO JOAQUIM
A Linha 6 - Laranja - ligará a região Noroeste à estação São Joaquim, e foi anunciada inicialmente pelo governador José Serra e prefeito Gilberto Kassab em maio de 2008, em evento na Casa de Cultura da Freguesia do Ó, ganhou mais 8 quilômetros, com duas ramificações de quatro quilômetros, em dezembro último. Cerca de 600 mil pessoas serão beneficiadas por dia com a implantação desta linha, garantia de transporte rápido e de qualidade na região – o que causará uma transformação radical neste bairro, tirando- o do atraso e abandono de década, a que foi relegado pelo poder público.

Segundo informou a Prefeitura na ocasião do lançamento do novo trajeto, transferiu, então, ao Governo do Estado R$503 milhões para ampliação da malha metroviária. Além dos R$ 75 milhões para a Linha 6 – Laranja. Foram destinados R$30 milhões para as desapropriações e obras outras regiões da cidade. Há duas décadas que a Prefeitura não investia no Metrô – agora só falta o governo federal fazer sua parte, afinal é de São Paulo que vem a maior parte da arrecadação federal.

O Metrô prevê o início das obras da Linha 6 para 2010 e o término, para 2012. Os projetos, básico e funcional, definirão o trajeto da linha, localização e arquitetura das estações. No total, serão 18,4 quilômetros, com 17 estações.

Haverá um entroncamento com outra linha do Metrô que sairá da Lapa em direção à V.N. Cachoeirinha.


FAZENDO ACONTECER


Foram 18 anos, desde o movimento popular reivindicatório original, que pedia o Metrô na Freguesia do Ó, surgido na Vila Brasilândia, em 1990 a realidade atual, Se seguiram o movimento encabeçado pelo grupo político do deputado Celino, entre 1996 e 1998, que consegui junto ao governo Covas, a definição de que a Linha 6 seria a da Freguesia do Ó, embora o estudo preliminar de então definirá outro trajeto.

Por volta de 2004, surgiu, o Fórum Pró-Metrô, e mais recentemente,o vereador Claudinho (PSDB) também passou a fazer gestões junto ao prefeito Kassab, ao saber que a Prefeitura voltaria a investir no Metrô, logrando êxito, já que a gestão municipal destinou R$75 milhões para o projeto executivo deste linha, o que foi o começo da concretização.

Enfim, a luta reivindicatória e a união em torno deste tema mostrou que a ação política direta, mobilizando o povo, em reuniões e abaixo-assinados, por pressão direta sobre os governantes, ou via parlamentar, acaba sendo atendida, se séria, mesmo que isto leve 18 anos. Espera-se que agora seja seguido o cronograma e, no ano que vem, vejamos as máquinas no bairro.

2 comentários:

Anônimo disse...

Tenho certeza que uma das ações que poderiam ser tomadas para melhorar a imagem que o bairro tem seria a mudança deste nome para deixar para trás o estigma do passado. Eu também tenho certeza eu Vila Brasílio é um nome muito melhor e homenageia muito mais o fundador. Brasilândia é brega demais!

Dimas Reis Gonçalves disse...

Oi, mesmo morador da Brasilândia a 23 anos ainda não sei a história do meu bairro por inteiro.
Lamento nosso anonimo ser anonimo, um simbolo não se descontrói sem se desconstruir um povo, eu tenho orgulho de morar e de levantar a Bandeira que moro na Brasa.
Mas entons blogueiro quero marcar uma proza contigo, sua missão de levantar a auto estima daq tb é a minha, vamos marcar - caos30@gmail.com! Inté Dimas